CONSCIÊNCIA NA SALA DE AULA

Como os futuros profissionais de turismo estão sendo preparados para lidar com situações de emergência?

  • FACCAT
  • PUCPR

CONHEÇA OS PROFESSORES QUE SÃO REFERÊNCIA NOS CURSOS DE TURISMO

Um dos focos de trabalho da Associação Férias Vivas tem sido dar visibilidade para a importância do tema da segurança nas salas de aula dos cursos da área de Turismo. Como levantamento inicial, a Férias Vivas consultou 194 Cursos de Bacharelado em Turismo, tendo identificado que apenas 8 destes (uma representação de 4%) possuem a temática da gestão de risco e prevenção de acidentes em suas grades curriculares.

Vamos conhecer agora quem são os professores de referência nessa área e conhecer suas abordagens de trabalho com o tema em sala de aula.

Os alunos são muito motivados pelo tema. Percebem que a segurança do turista está sob responsabilidade daqueles que o acolhem e prestam o serviço. Contribuem com casos de suas vivências nos empregos, estágios, relatos pessoais. Percebo que a forma de motivar é trazer temas para debate. Infelizmente, a questão da segurança em turismo nos brinda recorrentemente com fatos novos e instigo os alunos a debaterem e a aguçarem um olhar crítico sobre esses problemas. LEIA MAIS
PROF. DOUGLAS ASSIS, Universidade Anhembi Morumbi
Para mim é fundamental estabelecer essa relação entre o turismo e a gestão de risco visto que trabalho com disciplinas que discutem o uso do espaço natural como destino. Possibilitar aos alunos uma visão de como se deve proceder no preparo e na execução de atividades na Natureza é fundamental para conferir uma característica profissional ao trabalho. Um programa de turismo que não contemple tal característica está fadado ao insucesso, visto que cabe a todos envolvidos na atividade estarem cientes dos cuidados para consigo, com os outros e com o ambiente. LEIA MAIS
Alguns alunos identificam-se com o tema e mostram interesse e proatividade para ir atrás de mais informações. Uma boa forma de desenvolver a temática é mostrar casos de sucesso no segmento de aventura, demonstrando a importância da qualidade do serviço prestado, especialmente no que tange à segurança da equipe e dos equipamentos. LEIA MAIS

Leia as entrevistas completas:

Saiba mais!

Os cursos superiores de Turismo e Hotelaria são regulamentados pelo MEC e todas faculdades precisam seguir as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) para seus cursos. A diretriz serve para especificar para o curso de graduação em Turismo as competências e as habilidades necessárias para a formação dos profissionais da área.

A competência de desempenhar sua função profissional com foco na segurança está expressa na resolução que instituiu as DCN para o Curso de Turismo:

“Art. 4º O curso de graduação em Turismo deve possibilitar a formação profissional que revele, pelo menos, as seguintes competências e habilidades::

XIX –  conhecimentos  específicos e  adequado  desempenho  técnico-profissional,  com humanismo, simplicidade, segurança, empatia e ética.”

Temos a certeza de que se conseguirmos que cada vez mais profissionais sejam formados para o mercado com a visão da cultura da segurança, a Associação Férias Vivas terá cumprido seu papel.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Profissionais Se Unem na Chapada dos Veadeiros Por Um Turismo Mais Seguro

TEMAS ESTRATÉGICOS Ações de capacitação são essenciais para o desenvolvimento de [...]

Curso em Florianópolis Incentiva Turismo Mais Seguro

APRENDIZADO E CAPACITAÇÃO Entre os dias 25 a 28 fevereiro [...]

O Preço Que O Turista Paga Pela Negligência De Alguns Profissionais Irresponsáveis

O DESCASO COM DUAS VIAJANTES NA CHAPADA DOS VEADEIROS Durante [...]

Os Desafios Dos Resgates Nas Cachoeiras

ACIDENTE FATAL No dia 20/02/2019, no Parque Nacional da Chapada [...]